Nos dias de hoje segurança é um assunto fundamental, e sabemos que economia também é, afinal, estamos passando uma das maiores crises financeiras dos últimos tempos e, não importa o tamanho de seu negócio ou a situação financeira de sua família, diminuir custos é, sim, fundamental!

Por isso, estamos escrevendo este artigo, para te ajudar a tomar algumas decisões.

Iniciando o assunto temos que lembrar, primeiro, o porque ter uma solução pode ser mais importante que simplesmente ter um sistema. Para entendermos isso, vamos separar nosso entendimento dos dois termos quando aplicados ao mercado:

Sistemas de segurança

Consiste, basicamente, em uma série de ferramentas e equipamentos ligados em uma rede, com foco em alarmar o responsável pelo patrimônio sobre possíveis anormalidades no perímetro previamente estipulado.

Aqui, vamos focar na palavra “anormalidades”.

O problema da instalação de sistemas de segurança é sua incapacidade de separar ameaças reais de irreais. Para exemplo, imagine um alarme com sensor de movimento, ligado a um sistema que te envia informações pelo seu smartphone quando uma “ameaça” é detectada. Então, às 2h30 da manhã, de um dia de trabalho cansativo, seu telefone toca loucamente, porque a tal ameaça foi detectada. O problema aqui é que o fato detectado foi apenas um gato que derrubou uma caixa vazia, estragando sua noite de sono por conta de um alarme falso.

Além deste tipo de problema, sistemas de segurança, por mais bem instalados que sejam, necessitam de manutenção preventiva e, principalmente, preditiva.

Manutenção preditiva é aquela que sabe quando um equipamento pode vir a dar problema no sistema e, por conta desta constatação, é possível trocá-lo no momento certo, para que o sistema não falhe.

Já a manutenção preventiva, serve para evitar que problemas naturais, geralmente de desgaste com o tempo, ocorram.

Portanto, além de saber instalar o sistema, você precisará de um conhecimento técnico bom o suficiente para que não tenha problemas com os sistemas de segurança. Caso contrário, eles falham e não cumprem com seu principal objetivo, que é assegurar seu patrimônio e seu negócio.

Soluções de segurança

Quando uma empresa te oferece soluções de segurança, ela não foca apenas na ideia do sistema.

Grande parte do trabalho de uma empresa de soluções é baseado em 3 pilares:

  1. projeto estruturado
  2. otimização de orçamento
  3. garantia de operacionalidade 24/7

Isso se deve ao fato da empresa se colocar como uma solucionadora de problema, e não um negócio de venda de sistemas. Enquanto você a paga, ela te garante funcionalidade, simples assim.

No exemplo do gato com a caixa, o avisado não seria, que estaria em seu merecido descanso, mas sim uma equipe treinada para tomar as atitudes corretas de acordo com cada ameaça.

Além disso, empresas focadas em soluções estão sempre em busca das melhores tecnologias de automação, o que diminui o seu custo com problemas e manutenções.

A estrutura de um sistema de segurança

Basicamente, para você montar um sistema de segurança, você precisa estudar as possibilidades de invasão em sua casa, empresa ou condomínio.

Feito isso, escolha a melhor tecnologia de alarme, de acordo com a sua possibilidade de investimento.

O alarme é o ponto mais crítico de um sistema, porque ele é quem avisará da possível invasão.

Quando a estrutura for muito grande, opte por alarmes perimetrais, que avisam da possível ameaça através de sistemas de câmeras inteligentes, que verificam a aproximação de ameaças com uma boa distância.

Falando em câmeras, elas são ferramentas fundamentais em seu sistema e, assim como os alarmes, compre as melhores que seu orçamento permitir. Isso porque com elas é possível identificar a ameaça após o toque do alarme ou, em alguns casos, permite identificar as pessoas responsáveis pelo delito.

O controle de acesso é outro item importante do sistema, porque é o encarregado de garantir apenas o acesso de pessoas previamente cadastradas no sistema.

Tudo isso fica ligado em uma central, que é responsável por reunir as informações de todos os pontos do sistema e, em caso de alarme, contactar os responsáveis, conforme for pré-programado.

Um sistema de segurança com possibilidades claras de falhas é como uma casa de veraneio no Rio de Janeiro sem fechadura, em temporada de férias: pode até ser que não aconteça nada, mas você arriscaria?