1 – Fique de olho nas horas extras e revise a escala anualmente

Quando os gastos com horas extras estão muito altos é o momento de pensar em contratar outro funcionário. Nos salários mais altos, como de zeladores, pode valer a pena contratar um folguista, cujo salário é menor.

2 – Retenha os verdadeiros talentos

Mantenha os bons funcionários e capacite os que tem potencial. Contratar é uma solução mais difícil que manter os colaboradores, porque o custo com treinamento e correção de erros é bem maior!

3 – Automatize tarefas sistemáticas

Com tecnologias de automação seu custo abaixa significativamente. Isso acontece porque, com sistemas bem instalados e configurados, a carga de trabalho de seus funcionários diminui, dando espaço para diminuição de folhas de pagamento, que correspondem, geralmente, a aproximadamente 50% do custo fixo de um condomínio.

4 – Faça manutenções preventivas

Prevenir é sempre o melhor remédio!

Na maior parte das vezes, manter uma manutenção preventiva é mais barato que executar um reparo. Assim como ter um sistema de segurança também é um ponto de extrema importância, porque ele ajuda a prevenir “N” problemas de seu condomínio.

5 – Contrate fornecedores focados em executar se preocupando com as 4 dicas anteriores

Contrate apenas fornecedores que não dê problemas com as horas extras de seus funcionários; Tenha funcionários especializados, sem exploração de mão de obra barata; Entregue automação de tarefas sistemáticas; Faça manutenção preventiva para nunca te dar problemas e, ainda, entregue as melhores soluções de segurança para seu condomínio.