O sistema de alarme de incêndio é indispensável em ambientes que comportam um grande volume de pessoas, como é o caso de edifícios comerciais e residenciais, para sinalizar de maneira imediata o surgimento de um foco de incêndio, através de seus detectores.

Sendo assim, este tipo de equipamento exige manutenção periódica para garantir seu pleno funcionamento e reparar desgastes físicos, elétricos e mecânicos que podem eventualmente acontecer ao longo do tempo.

Além do desgaste gradativo, os alarmes de incêndio podem falhar inesperadamente ou sem causa aparente. No entanto, é possível prevenir as consequências dessas falhas e diminuir os riscos de um acidente inflamável, por meio da manutenção corretiva e preventiva dos sistemas.

Neste artigo, iremos abordar a importância da manutenção preventiva dos alarmes de incêndio e suas principais características para a segurança humana e patrimonial. Acompanhe!

Tipos de Manutenção de Alarme de Incêndio

Atualmente existem dois tipos de manutenção de alarme de incêndio: a manutenção corretiva e a manutenção preventiva.

Na manutenção corretiva, é feita a interrupção do funcionamento do equipamento para a correção do defeito ou irregularidade identificados na máquina. O procedimento demanda tempo e dinheiro, dependendo do grau de reparo.

Já a manutenção preventiva, é aplicada com o objetivo de prever e evitar danos futuros de modo a prolongar a vida útil do aparelho, reduzir a necessidade de operações de emergência e garantir um funcionamento adequado do sistema de alarme de incêndio.

Nesse processo, a manutenção preventiva engloba:

🔹 Limpeza de detectores;

🔹 Verificação da condição das chaves e comandos da central;

🔹 Inspeção da resistência da corrente de fuga;

🔹 Revisão da bateria;

🔹 Mensuração do consumo em cada ciclo de alarme e detecção.

Conforme a norma vigente NBR 17240 da Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT), a manutenção corretiva e preventiva do alarme de incêndio devem ser executadas por técnicos treinados e habilitados para assegurar as condições de uso do equipamento.

Após o procedimento, o profissional responsável terá de apresentar um relatório com todas as especificações do desempenho do aparelho, registrando informações como a hora, data e período de garantia dos serviços prestados. O documento precisa ser renovado anualmente.

Qual a Importância da Manutenção Preventiva?

A manutenção preventiva age antes do problema acontecer. Isso quer dizer que, mesmo que o dispositivo não apresente falhas ou irregularidades é importante testar os indicadores sonoros e visuais para manter a eficiência e qualidade de seu funcionamento.

Dentro desse processo, é importante manter o acompanhamento das condições de uso de extintores, mangueiras, hidrantes, sprinklers (chuveiro automático), escada e iluminação de emergência para cumprir com a rotina de manutenção de alarme de incêndio.

Não se tratando apenas de uma obrigatoriedade legal, a implementação do alarme de incêndio é necessária para garantir a segurança interna e externa do ambiente, seja empresarial ou residencial.

            Investir na periodicidade da manutenção preventiva de alarme de incêndio, é essencial para evitar acidentes, otimizar o tempo e reduzir custos com problemas futuros.